Jovem Casal muda completamente a sua perspectiva de vida

Olá, daqui fala Sílvio Fortunato, novamente, para mais uma super entrevista, com os meus amigos, a Elisabete, mais conhecida por Tuxa, e o Igor Fonseca. Eles são um casal que, há algum tempo, perceberam que este era o projeto da vida deles.São mais um exemplo que, independentemente das circunstâncias, o mais importante é para onde queremos ir. Sem dúvida, são pessoas que se reinventaram, sabem qual é o seu objetivo, e são um casal de referência nos LazyMillionaires e a nível mundial.

Trajeto do casal até aos LazyMillionaires?

São ambos de Alhos Vedros, e a sua história começou há cerca de 22 meses atrás. Ele era formador numa empresa de telecomunicações e ela era professora num colégio privado, mas não estava a ser paga. Procuraram uma solução, procuraram na Internet, mas ao início não procuraram da melhor forma. O Igor começou pelas apostas desportivas, mas gastava todo o dinheiro que tinham para o mês e ainda mais algum. Aquele não era, sem dúvida, o caminho, mas ainda assim, teve uma grande importância na vida deles. Através das apostas, e por engano, o Igor inscreveu-se na Empower Network. Viu os vídeos, procurou mais detalhes e percebeu que tinha encontrado a solução para os seus problemas. Encontraram esta oportunidade, encontraram os LazyMillionaires, e apesar de não perceberem nada de Internet Marketing, quando começaram a fazer os primeiros passos, começaram a perceber que estavam todos ali para os ajudar, e perceberam que também podiam contribuir com o pouco que iam aprendendo. O Igor começou na Empower em part-time, muitas vezes chegava a casa às duas da manhã e ia trabalhar no seu negócio, um esforço para realizar os seus sonhos.

As coisas foram acontecendo naturalmente, foi um processo de aprendizagem e, hoje, o Igor faz Empower a tempo inteiro, e a Tuxa voltou a trabalhar na escola. Voltou a trabalhar pelo prazer de ensinar e não pelo dinheiro, porque agora, mesmo que fique sem ordenado não há problema, porque têm este negócio, têm a Empower e os Lazy, o que dá uma estabilidade completamente diferente. Sentem-se os dois realizados, fazem ambosaquilo que gostam, e as coisas funcionam muito bem.

Foi fácil, no início, aprenderem os primeiros passos do negócio?

Consideram que foi simples. Como o backoffice estava tão bem montado e com as formações online e os grupos de apoio de Skype, foi simples. Só não aprende quem não quer ou quem não se envolve com o grupo, pois está lá toda a gente para ajudar. Ao início tinham o mindset desajustado, até que entraram no grupo das insónias, e as coisas mudaram completamente, até que começaram a gerar contactos, o que foi fundamental.

Olhando para trás, o que fariam de diferente?

Se fosse hoje, teriam começado o negócio já com os cursos todos feitos, pois após terem essa experiência e essa educação do seu lado, que teriam aprendido logo em um mês aquilo que demoraram nove meses a aprender, teriam tido muito mais resultados no imediato. O interessante neste negócio é que cada um faz a sua velocidade. Há pessoas que preferem ir mais devagar, outras, como eles, preferem “inventar” e tentar outros caminhos em vez de seguir os conselhos. O que recomendam, acima de tudo, é que as pessoas sigam as instruções de quem tem os resultados.

Nos casais há um membro que costuma estar mais cético. O Igor contagiou a Tuxa com a forma séria com que encarou o projeto?

Sem dúvida. Quando estiveram juntos nos eventos, e quando começaram a conhecer outras pessoas dentro do seu grupo e a ver o brilho nos olhos delas, perceberam que estavam no sítio certo. Quanto ao Igor, há uma altura em que entra neste negócio e começa a ver o estilo de vida que as pessoas com mais resultados tinham, perceberam que o que queriam era serLazy, viver a vida daquela forma descontraída. Hoje sabem que o seu futuro é ali, que estão com as pessoas certas e que as coisas estão a acontecer.

A partir do momento em que Igor começou a ter formações, que começou a envolver-se no projeto e a desenvolver-se, a Tuxa começou também a interessar-se. Ao início, eles mal tinham dinheiro para iniciar o seu negócio. Fizeram tudo por tudo para estarem nos eventos, porque é lá que a magia acontece. Eles sabiam que tinham de lá estar.

Acham que foi fundamental participarem nos eventos ao vivo?

É um momento mágico, que ninguém pode perder. Em Portugal, não perdem um evento. Há muitas pessoas que nos querem conhecer, querem “ver se somos de carne e osso”. É o local ideal para os conhecerem, para verem que somos reais, que as coisas acontecem. É o local ideal para verem que é um negócio sério.

Que resultados financeiros já conseguiram?

O Igor começou a dedicar-se ao seu negócio a tempo inteiro há cerca de um ano e, neste momento, já vão em mais de 46 mil dólares. Ainda assim, hoje sentem que aquilo que ganharam em 2014, ano em que esteve 100% focado no seu negócio, pode ser o mesmo que vão ganhar num mês. Comparando com o antigo trabalho que o Igor tinha, é uma sensação de liberdade totalmente diferente.

O que recomendam às outras pessoas?

Primeiro de tudo, o desenvolvimento pessoal. É preciso envolver-se, desenvolver competências técnicas, pensar nas coisas simples. Quando começaram a focar-se nas coisas simples, como a geração de contactos na Internet, o que é essencial, pois sem contactos não têm negócio, é que começaram a ter muitos resultados. Começaram a gerar contactos, a enviar e-mails à sua lista de contactos e começaram a dar apoio de corpo e alma aos seus afiliados, para que essas pessoas sentissem que também faziam parte do grupo.

Como veem o futuro?

Risonho. O futuro é muito claro. Sabem bem o que vai acontecer. 2014 foi o ano da liberdade e este ano vai ser o ano da abundância. Não só para eles, mas para toda a gente que está a começar agora, para todas as pessoas da equipa Lazy, para todas as pessoas que estão focadas e produtivas.

Que conselhos dariam a quem hoje está insatisfeito e que procura uma mudança na sua vida?

O primeiro conselho é: “para de procurar porque já encontraste”. Não há outra forma, neste momento, que permita ter tanto sucesso, tanto na vida profissional como pessoal, como o Internet Marketing. Têm de aprender as competências, com os cursos e com o apoio do grupo, que é o que lhes vai dar dinheiro no futuro. Aqui só não ganha dinheiro quem não trabalha e quem desiste.

As pessoas deve desafiar-se, não ficar acomodadas. Têm aqui uma porta aberta, onde têm a oportunidade de mudar as suas vidas. É preciso sair da zona de conforto, desafiarem-se, trabalhar, aprender e focarem-se a desenvolver um negócio que está provado que funciona.Ao Igor a magia aconteceu porque foi pró-ativo.

Pensamentos finais

Um aspeto importante é a questão dos sonhos. Qualquer pessoa os tem, e é importante não os deixar na gaveta, porque nós só nos sentimos realizados quando concretizamos os nossos sonhos. Este negócio fez com que realizássemos os nossos sonhos, mas temos muitos mais pela frente. Neste último ano, o Igor e a Tuxa foram aos Estados Unidos duas vezes, um sonho que eles achavam que nunca iam realizar, andaram pelo país inteiro, em hotéis de 5 estrelas. Estão a cumprir os seus sonhos e isso traz-lhes uma felicidade muito grande.

Maior sonho: serem pais. Hoje sabem que podem trazer uma criança ao mundo porque sabem que ela vai ter tudo do melhor e vai poder realizar os sonhos dela também.

One Comment on “Jovem Casal muda completamente a sua perspectiva de vida

  1. Pingback: Jovem Casal muda completamente a sua perspectiva de vida | Life is Beautiful – A Vida é Bela

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *